ALERTA

Estudo indica que 120 mil vidas poderiam ter sido poupadas no primeiro ano de pandemia caso o Brasil tivesse adotado medidas preventivas amplas e rígidas

Veja a pesquisa!

JÁ SÃO MAIS DE 19.524.092 CASOS E 547.134 MORTES POR COVID-19 NO BRASIL

Fonte: Consórcio de veículos de imprensa (O Globo, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo) ATUALIZADO EM 23/07/2021

ENTENDA PORQUE MUITAS DESSAS MORTES PODERIAM TER SIDO EVITADAS

Em 31 de dezembro de 2019, a OMS (Organização Mundial da Saúde) emitiu o primeiro alerta para a doença que mudaria o mundo. A cada dia, novas informações evidenciavam sua gravidade e entidades científicas de todo o mundo apresentavam recomendações urgentes e necessárias para reduzir o seu avanço. As autoridades brasileiras poderiam ter seguido esses protocolos, mas encararam o desafio com desprezo e negação.

Por sua culpa, a população brasileira ficou mais exposta aos efeitos devastadores da pandemia. Hoje o país ocupa a segunda posição mundial em número de óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos, e a terceira posição em número de pessoas contagiadas. O desrespeito deliberado às evidências científicas e a inércia de governos nos trouxe até aqui. O Alerta existe para exigir a sua responsabilização.

VEJA O QUE FIZEMOS ATÉ AQUI!

leia mais trending_flat
O estudo "Mortes Evitáveis por Covid-19 no Brasil" na CPI

Depoimento de Jurema Werneck, representante do grupo Alerta, à CPI da Covid, no dia 24/06/2021